AFESP 24 de Maio de 2019 DGERT - Entidade Formadora Certificada  
Mapa do Site · Contactos · Fórum
 
   
 
     
 
     
 

27-04-10

 
 

Mais 14 mortos nas estradas em 2010 do que no ano passado

 
 

Falta de manutenção da sinalização é responsável por um em cada cinco acidentes.

O número de mortos nas estradas portuguesas aumentou 7,3% este ano face a igual período de 2009, revelam dados provisórios da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR). Entre 1 de Janeiro e 21 de Abril de 2010, 205 pessoas morreram em acidentes rodoviários, mais 14 que no mesmo período do ano passado. Em 2009, registaram-se 191 vítimas mortais, indica a ANSR, que reúne dados da PSP e da GNR.

A falta de manutenção da sinalização nas estradas nacionais é responsável por um em cada cinco acidentes rodoviários, revela a Associação Portuguesa de Sinalização e Segurança Rodoviária (AFESP).



Os números agora avançados dizem respeito às mortes no local do acidente ou durante o percurso para o hospital. As pessoas envolvidas em acidentes que morrerem nos hospitais nos 30 dias seguintes também passaram a fazer parte das estatísticas da sinistralidade rodoviária desde 1 de Janeiro, mas a ANSR ainda não publicou esses dados, devendo os primeiros números ser conhecidos em Julho.

Segundo a Autoridade Nacional, foi no distrito de Lisboa que os acidentes provocaram mais mortos (34), seguindo-se Porto (30) e Braga (19). Já os distritos com menos vítimas mortais nas estradas foram Vila Real (1), Beja (2) e Guarda (3).

Por sua vez, os feridos graves diminuíram 13,5% entre 1 de Janeiro e 21 de Abril face a igual período de 2009. Este ano, ficaram gravemente feridas 626 pessoas, enquanto em 2009 tinham sido 724 os feridos graves.

Os feridos ligeiros também desceram ligeiramente face a 2009, tendo passado de 11.702 para 11.657.

Os são apenas relativos ao território continental, não incluindo as Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira.

Má sinalização provoca acidentes
A Associação Portuguesa de Sinalização e Segurança Rodoviária (AFESP) alertou hoje para o perigo da falta de manutenção da sinalização nas estradas.

O alerta da AFESP surge no Dia Europeu da Segurança Rodoviária, que hoje se assinala, e tem por base um estudo sobre a sinalização horizontal na rede rodoviária nacional feito no ano passado pela associação.

Apesar de já ter sido divulgado no ano passado, o estudo "é recente e válido". A AFESP sustenta que, mesmo com os investimentos entretanto feitos nas estradas, a situação "não deve ter melhorado" devido ao Inverno rigoroso, admitiu à Lusa a secretária-geral, Ana Raposo.

O estudo da Associação Portuguesa de Sinalização e Segurança Rodoviária concluiu que entre 20 a 30% dos acidentes rodoviários são provocados pela má sinalização.

O estudo, realizado nos 18 distritos do país, concluiu que 75% das marcas rodoviárias não cumpriam com eficácia o papel de orientação dos condutores e cerca de 45% não cumpriam esse mesmo papel durante o período nocturno.







 
     
   
     
 

Rádio Renascença

 
     
  << VOLTAR  
     
     
  Agenda  
   
  18-11-18  
  Presidente da República assinala Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada  
  (+info)  
   
  18-11-18  
  Presidente faz apelo cívico e pede aposta na prevenção da sinistralidade rodoviária  
  O Pres... (+info)  
 
   
     
     
 
Subscrever Newsletter
 
 
  subscrever
 
     
     
     
© 2002-2018 AFESP - Todos os direitos reservados Siga-nos: