AFESP 20 de Agosto de 2017  
Mapa do Site · Contactos · Fórum
 
   
 
     
 
     
  26-04-10  
  Sinalizao reduz at 30% os acidentes na estrada  
 

O estudo da Associao Portuguesa de Fabricantes e Empreiteiros de Sinalizao, divulgado h quase um ano, revelava que mais de metade das estradas portuguesas estavam mal sinalizadas. Essa realidade mantm-se? Se sim, quais os grandes problemas. No possvel afirmar que as Marcas (na rede EP) esto nesta altura piores ou melhores do que h um ano. S com outro estudo idntico ao que fizemos poderamos tirar concluses vlidas. Recordo que aps a realizao do estudo, a EP arrancou com 2 grandes empreitadas que ainda decorrem, precisamente com o objectivo de melhorar o estado das Marcas. No sabemos at que ponto os trabalhos j realizados no mbito destas 2 empreitadas sanaram as deficincias detectadas no nosso estudo. Tambm se pode referir que, como o Inverno foi bastante rigoroso, provvel que o estado de conservao de algumas marcas se tenha deteriorado um pouco mais.

a sinalizao temporria, por exemplo por causa de obras, motiva muitos acidentes? No devia se for bem colocada. Antes pelo contrrio: A Sinalizao Temporria tem como objectivo salvaguardar a segurana dos utentes e dos trabalhadores quando existam situaes anmalas na estrada (obstculos ocasionais como acidentes por exemplo e trabalhos de manuteno e conservao). Para manter o fluxo do trfego com a menor interferncia possvel a sinalizao temporria deve:

Informar os condutores da existncia do obstculo;
Lev-los a alterar o seu comportamento, adaptando-o s circunstncias;
Guiar os condutores ao longo da zona afectada;
Inform-los do fim da anomalia.
Naturalmente que se os sinais forem de m qualidade estes no cumpram os seus objectivos, nomeadamente avisar devidamente o condutor dos obstculos que o aguardam.

Qual a melhor estratgia para reduzir os atropelamentos? Melhoria da sinalizao de passadeiras, sucessiva repintura e manuteno das que j se desgastaram ou desapareceram, melhoria dos dispositivos de conteno de velocidade e amortecimento, adequado ordenamento do trfego atravs dos adequados dispositivos de balizagem e encaminhamento dos veculo, nomeadamente guias de balizamento mvel que, alm da funo organizativa, funcionam como mecanismos passivos de reduo da velocidade, prevenindo atropelamentos ou diminuindo a gravidade quando ocorrem. Alm disso, temos os pavimentos especiais, tais como pavimentos tcteis de auxlio aos pees portadores de deficincias visuais ou os pavimentos anti - derrapantes que facilitam a aderncia estrada, reduzindo as distncias mdias necessrias para a travagem.

O facto da populao portuguesa estar cada vez mais envelhecida pode vir a exigir sinalizaes mais visveis e luminosas? um facto. Mais de 90% da informao destinada ao condutor transmitida pela viso, razo pela qual a importncia da informao visual evidente. Nas situaes de conduo com deficiente visibilidade (noite e condies meteorolgicas adversas), o condutor v melhor as marcas rodovirias do que a estrada. A uma velocidade de 90 km/h, as distncias de visibilidade (distncia de segurana que permite ao condutor percepcionar o meio envolvente) so de dois segundos para 50 metros, 3 segundos para 75 metros e de cinco segundos para 125 metros. Ora, medida que aumenta a populao envelhecida, h maior nmero de condutores idosos a conduzir e a percepcionarem pior a estrada, embora a perca relevante de acuidade visual se verifique j a partir dos 35 anos. Nestas circunstncias, absolutamente fundamental que todo o tipo de sinalizao se adeque a esta realidade e a soluo est na utilizao de materiais e nveis adequados de retrorreflexo, quer nas marcas rodovirias quer nos sinais de trnsito, prticos e demais equipamentos.



4 Os limites de velocidade deviam ser revistos? A sinistralidade tem origem em muitos factores que intervm na circulao rodoviria. A sinalizao na infra estrutura um deles. No nos ocupamos dos outros, nomeadamente a componente humana e as medidas legislativas acerca da reviso da velocidade. O que podemos dizer que de entre todos os componentes que influenciam a sinistralidade a melhoria da sinalizao a nica medida de baixo custo, rpida, fcil de implementar a sinalizao e de retorno a curto prazo.


O programa de reduo da mortalidade e da sinistralidade est a dar resultados? Essa questo ter que ser colocada s entidades competentes que detm dados objectivos sobre a matria. Podemos assegurar que adequada sinalizao reduz em cerca de 20 a 30% os nveis de sinistralidade.


 
     
   
     
  DESTAK  
     
  << VOLTAR  
     
     
  Agenda  
   
  13-07-17  
  Autarca reconhece que a falta de manutenção da estrada é factor de sinistralidade  
  (+info)  
   
  11-07-17  
  ANSR reconhece a má conservação das estradas como factor de acidente  
  (+info)  
 
   
     
     
 
Subscrever Newsletter
 
 
  subscrever
 
     
     
     
© 2002-2017 AFESP - Todos os direitos reservados Siga-nos: