AFESP 25 de Março de 2019 DGERT - Entidade Formadora Certificada  
Mapa do Site · Contactos · Fórum
 
   
 
     
 
     
 

25-09-08

 
 

Governo já começou a protelar medidas

 
 

Alguns dos projectos de combate à sinistralidade hoje anunciados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária já tinham sido prometidos no ano passado.

A carta por pontos, uma das principais medidas que Governo quer executar no âmbito da sua estratégia nacional de segurança rodoviária para 2008-2015, tinha sido anunciada pelo ministério da Administração Interna (MAI) em Dezembro de 2007. O objectivo, dizia o documento do MAI a que o Expresso teve então acesso, era que esse sistema começasse a funcionar até ao final deste ano.

Essa não é, porém, a data apontada no anúncio hoje feito pelo Governo, mas sim "até 2015".

Há outros exemplos de acções que eram dadas como certas este ano que não foram (ainda) executadas. É o caso das inspecções obrigatórias às motos, uma medida que fazia parte da estratégia nacional de segurança rodoviária que não saiu do papel. A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) apontava o 1.º semestre de 2008 para a sua implementação.

Outra questão polémica é a contagem das mortes reais que resultam de acidentes de viação. A ANSR promete que em 2009 vai fazer esse levantamento até 30 dias depois do acidente (agora apenas contam os óbitos no local, ficando de fora os feridos que venham a morrer posteriormente), mas esta alteração de critério pode pôr em causa o objectivo fundamental da estratégia do Governo: colocar Portugal entre os 10 melhores países da Europa até 2015.

Conforme o Expresso já noticiou, contar os óbitos que ocorrem no hospital nos 30 dias subsequentes aos sinistros pode implicar um aumento de 40% da mortalidade. No 1.º semestre deste ano, por exemplo, houve, pelo menos, 140 mortes que não foram contabilizadas pela ANSR.

Por outro lado, de acordo com a Polícia de Segurança Pública, o número de pessoas feridas em acidentes de viação tem aumentado substancialmente. Em Lisboa, era de 38% em 2005 e passou para 72% em 2007.

 
     
 

in edição online do Expresso – 2008.09.25

 
     
  << VOLTAR  
     
     
  Agenda  
   
  18-11-18  
  Presidente da República assinala Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada  
  (+info)  
   
  18-11-18  
  Presidente faz apelo cívico e pede aposta na prevenção da sinistralidade rodoviária  
  O Pres... (+info)  
 
   
     
     
 
Subscrever Newsletter
 
 
  subscrever
 
     
     
     
© 2002-2018 AFESP - Todos os direitos reservados Siga-nos: